Capela Sto Isidoro
Página Principal Paroquias.org
Inteligência Espiritual

  Terça-feira, 21 de Novembro de 2017    Orações Terço Via-Sacra Via Lucis

Orações

Directório de temas > Orações a Santos

 Novena à Rainha Santa Isabel de Portugal: Mensageira da Paz nos Lares

Oração Preparatória (para todos os dias):

V. Meu Deus, vinde em meu auxílio.
R. Senhor, socorrei-nos e salvai-nos.
V. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
R. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Altíssimo e Soberano Senhor nosso,
que quisestes dar-nos exemplos nos vossos servos,
não somente nos claustros e desertos,
onde santificastes tantas almas;
mas também nos tronos dos reis,
e no meio da grandeza e magnificência dos palácios,
colocastes a virtude para nos desenganardes
de que em todos os estados pode haver o espírito de cristianismo e salvação.

Sois Vós que, na Rainha Santa Isabel,
nos destes o exemplo de um ânimo pacificador,
humilde, generoso e caritativo,
virtudes tão dificultosas no meio das grandezas humanas,
pelo que sejais para sempre bendito e louvado.

Nós Vos pedimos, Senhor,
por intercessão desta Santa Rainha
que tão grande foi no mundo e que não é menor no Céu,
as graças de que tanto precisamos (pedem-se as graças),
em modo particular a paz nos nossos corações e nos nossos lares.

Ó Deus, que sois tão admirável nos vossos santos,
compadecei-Vos de nossas misérias
e deixai-Vos mover das preces de vossa serva;
excite-se a nossa sonolência, anime-se a nossa fraqueza;
recebamos, todos, novo ânimo na devoção desta grande serva vossa,
reformem-se nossos costumes e preparem-se assim,
para nós, os caminhos da Eterna Felicidade.

Assim seja.

Pai Nosso, Ave-Maria, Glória.

Santa Isabel, rogai por nós.

Orações próprias para cada dia da novena:

1.º dia: Santa Milagrosa

. . . Ó incomparável Rainha Santa,
adornada de milagres na vida e na morte.
Vós que, desde o nascimento,
fostes privilegiada por Deus
pela alegria e paz que concedestes
ao vosso pai e avô que antes eram inimigos.
Vós que, desde já, fostes escolhida por Deus,
qual pacificadora de indivíduos, famílias e povos.
. . . A Vós, milagrosa Santa,
levados pela confiança no vosso poder, recorremos.
Olhai para as nossas misérias e necessidades.
Vinde, pois, em nosso auxílio.
O vosso olhar benigno é certeza da confiança
que em Vós depositamos. Assim seja.

[ orações finais ]

2.º dia: Filha Exemplaríssima

. . . Ó Gloriosa Rainha Santa, modelo de mocidade
que tão sabiamente soubestes desprezar as vaidades do mundo
consagrando-vos a contínuas abstinências e a jejuns;
Vós que amastes, tão carinhosamente os pobres,
olhai bondosamente para as nossas misérias
e necessidades e consolai também o nosso coração aflito.
. . . Confessamos que somos pecadores
e indignos de receber de Deus as graças de que precisamos.
. . . Cheios de confiança, porém,
recorremos a vós, ó milagrosa e poderosa Santa,
e pela vossa eficacíssima intercessão,
tudo esperamos da infinita e divina misericórdia.
Assim seja.

[ orações finais ]

3.º dia: Esposa Heróica
. . . Ó Taumaturga Santa Isabel, Consoladora dos casados
que tão prudentemente vivestes ao lado do vosso esposo.
. . . Vós que criastes uma verdadeira época de felicidade
para o Reino de Portugal, exclusivamente pelas vossas virtudes
de uma santa esposa e de uma gloriosa rainha;
Vós que destes a Paz a todos aqueles que a tinham perdido,
olhai também para as nossas mágoas
e transformai-as em fonte de alegria pelo vosso excelso e divino poder.
Assim seja.

[ orações finais ]

4.º dia: Poderosa Santa

. . . Ó Poderosa Rainha Santa,
que em paga de vossa penitências e obras de Caridade
merecestes de Deus o divino poder de operar estrepitosos milagres.
. . . Vós, que por mortificação, receastes beber vinho,
numa doença em que os médicos aconselhavam tal bebida e,
no entanto, a água que preferistes
milagrosamente transformou-se em delicioso vinho.
. . . Vós, que recebestes de Deus o poder de curar
com um vosso beijo, a chaga de uma pobre mulher e,
com um simples sinal da cruz, todos os doentes que vos procuravam.
. . . Vós que, para apaziguar as iras do vosso esposo,
convertestes em rosas as moedas destinadas aos pobres.
. . . Eis-nos prostrados diante de vós
para implorar a vossa bondade e o vosso poder.
. . . Temos certeza de que não recusareis socorrer
aos vossos devotos, que gemem sob o peso de tantas angústias,
pois que no céu sois poderosa
e continuais a vossa divina missão de caridade.
Assim seja.
[ orações finais ]

5.º dia: Anjo de Caridade
. . . Ó Excelentíssima Apostola de Caridade,
que fundastes conventos, colégios e igrejas
para que neles o povo cristão achasse amparo e formação cristã.
. . . Ó Fervorosíssima adoradora de Deus,
que tudo fizestes para salvar o povo cristão
das ciladas do demónio e torná-lo digno das maiores graças de Deus.
. . . Vós, que no Céu recebeis agora o Poder
e a Glória por tantas obras de caridade
em favor dos pobres e necessitados,
para os quais distribuístes todas as vossas riquezas.
. . . Eis-nos aqui, humildemente,
suplicando o vosso soberano poder de Rainha,
e extraordinária apostola da Caridade,
para que não nos deixeis nas nossas angústias e misérias.
. . . Temos certeza de que a vossa caridade
de soberana rainha continua no Céu, em nosso favor.
Assim seja.

[ orações finais ]

6.º dia: Mensageira da Paz
. . . Ó Gloriosa Rainha, dotada de admirável mansidão,
Vós que recebestes o divino poder
de apaziguar os ânimos dissidentes dos reis.
. . . Vós, que qual arco-íris da Paz,
soubestes poupar aos povos católicos
todas as desgraças que costumam acompanhar as guerras:
mortes, destruições de cidades, a peste, a miséria e a fome.
. . . Vós, que qual Anjo de Deus,
aparecestes em lugares de combate e,
tocando divinamente os corações dos soldados,
generais e reis, sempre conseguistes
que o arco-íris da Paz brilhasse cada vez mais nos Céus dos povos.
. . . A vós, Milagrosa Mensageira da Paz,
recorremos, e por vossa intercessão,
queremos sempre possuir a Paz de Deus
em nossos corações e nossos lares.
. . . Valei-nos, ó Anjo da Paz,
contra os inimigos de nossa alma, para que,
triunfando sobre eles, vivamos em paz com Deus.
Assim seja.

[ orações finais ]

7.º dia: Espelho das Viúvas
. . . Ó incomparável e Santa Rainha,
que fostes excelente modelo não somente das jovens cristãs
e das senhoras casadas, mas também verdadeiro espelho das viúvas.
. . . Vós que, na viuvez, abandonando os trajes de soberana rainha
vestistes o humilde hábito de São Francisco de Assis,
desapegando completamente, nesse clima de pobreza,
o vosso coração de todas as riquezas e vaidades do mundo.
. . . Vós que, com admirável penitência e humildade,
por duas vezes, peregrinastes a Santiago de Compostela
para sufragar a alma do vosso esposo,
dando-nos um extraordinário exemplo de piedade cristã.
. . . A Vós, gloriosa santa, nobilíssima pela geração e pela fé,
vimos implorando o vosso poder para que, com amor,
abracemos as mortificações da vida,
desapeguemos o coração das vaidades e riquezas do mundo
e façamos penitência dos nossos pecados.
Assim seja.

[ orações finais ]

8.º dia: Luz das Mulheres Piedosas
. . . Ó Viva Luz de santidade, Rainha Santa Isabel,
Luz das mulheres piedosas.
. . . Vós que, logo após a morte do vosso esposo,
colocastes tudo o que vos restava de riqueza a serviço da caridade:
sustentando pobres, protegendo viúvas,
educando órfãos, acudindo e remediando a todos os necessitados,
oferecendo ao século e ao mundo
um exemplo de verdadeiro emprego das riquezas.
. . . A Vós, arrimo de todos os necessitados,
mãe carinhosa e Santa, recorremos.
Da vossa celestial bondade e ternura,
suplicamos todas as graças espirituais e materiais
de que necessitamos.
. . . Vossa soberana generosidade é penhor da nossa felicidade.
Assim seja.

[ orações finais ]

9.º dia: Adornada de Milagres, em Vida e na Morte
. . . Com júbilo no coração, com a certeza de sermos atendidos,
vimos a Vós, ó bondosa e carinhosa mãe,
consoladora de todas as aflições.
. . . Vós, que não duvidastes em dar vossa vida
para a pacificação dos povos, sois a nossa esperança
e o penhor da nossa felicidade.
. . . A Vós, Mãe dos órfãos, Afugentadora dos demónios,
Abrigo dos peregrinos e dos doentes,
Arrimo de todos os necessitados, apresentamos,
com filial confiança, nossas misérias e necessidades.
. . . Pelo júbilo que sentistes na vossa agonia,
ao ouvir cantar os anjos que, juntos à Virgem Santíssima,
vieram para levar a vossa santa alma ao encontro de Deus;
. . . pela Felicidade que sentistes ao entrar no Céu;
. . . pelo extraordinário poder de glória
e de milagres que Deus vos concedeu,
nós vos suplicamos as graças de que tanto necessitamos...
assim como conformar a nossa vontade àquela divina,
cumprir sempre e fielmente as leis de Deus,
ser filhos obedientes da Igreja Católica
e salvar a nossa alma na eternidade.
Assim seja.

[ orações finais ]

voltar

Esta semana
Clique na data para ler a Liturgia do respectivo dia.


Liturgia de hoje
Leitura I:

Salmo:

Evangelho:

Liturgia das Horas:

Terço do Rosário:


 

   
 

 

© 1999-2017 Paroquias.org