Capela Sto Isidoro
Página Principal Paroquias.org
Inteligência Espiritual

  Domingo, 24 de Setembro de 2017    Orações Terço Via-Sacra Via Lucis

2.1 Tudo procede de Deus

"No princípio Deus criou o céu e a terra" (Gn 1,1). Com esta frase começa a Bíblia. "No princípio" significa: quando ainda não havia nenhum ser humano na terra, nenhum homem, nenhuma mulher, nenhuma criança, nenhum animal para deixar o seu rasto na floresta e nos campos, nenhum pássaro para cantar, nenhum peixe para nadar nas águas, nenhum raio de sol para anunciar o dia nem a lua a iluminar o céu, nem uma estrela a iluminar a noite, nenhum mar, nem altura nem profundidade, nem direita nem esquerda. No princípio havia Deus: "O seu espírito pairava sobre as águas" (Gn 1,2).

  • Nós dizemos: "Creio em Deus, criador do céu e da terra", e queremos dizer com isto que o mundo e tudo o que ele contém não surgiu de si mesmo nem do acaso, mas surgiu porque Deus assim o quis; sem Ele não haveria vida.
  • Nós dizemos: Ele criou o mundo do "nada": o mais pequeno átomo, a galáxia mais distante. Por isso os homens podem reconhecer o rasto de Deus nas suas criaturas mesmo desconhecendo-O. "Pois, na grandeza e formosura das criaturas podemos ver, por analogia, o seu autor" (Sb 13,5).

Os homens partem à descoberta do seu meio vital, a "Terra". Explicam como a diversidade da vida evoluiu ao longo dos milénios. A nossa imagem do mundo é diferente da imagem bíblica. Acerca dos começos, da causa última da vida, existem várias respostas: nós não acreditamos no acaso, mas sim que o Deus vivo é a causa original de todos os começos.

Através da fé neste Deus, podemos adoptar um ponto de vista que nos permita compreender o mundo e a nós mesmos. E porque acreditamos, podemos confiar que o mundo e o homem estão seguros n'Aquele que existia já no princípio.

Deus é cheio de bondade para connosco. O povo de Israel experimentou-o muitas vezes, e cada crente experimenta-o na sua própria vida.

 


Alguém que reflectiu muito, louva a Deus assim: "Tu tens compaixão de todos, pois tudo podes e desvias os olhos dos pecados dos homens, a fim de os levar à conversão. E como subsistiria uma coisa, se Tu a não quisesses? Ou como se conservaria, se não tivesse sido chamada por Ti? Mas Tu poupas a todos, porque todos são teus, ó Senhor, que amas a vida!"

SABEDORIA 11,23.25-26
 

Deus: Pai, Filho e Espírito Santo: Os cristãos louvam Deus-Pai que criou o céu e a terra. Louvamos Jesus Cristo, Filho de Deus, que desde sempre está unido ao Pai, porque é o Verbo (ou a Palavra), pelo qual todas as coisas foram feitas (Jo 1, 1-3). Louvamos o Espírito Santo de Deus, o qual pairava sobre as águas, no princípio (Gn 1,2), que dá a vida e a preserva ao longo dos tempos. Rezamos assim: Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Imagem do mundo: Na época em que foram escritos os livros bíblicos, acreditava-se que a terra era um disco redondo suportado por colunas assentes no fundo do mar. Debaixo dela estaria o reino dos mortos: acima dela, a abóbada celeste separando as águas superiores das águas inferiores. A chuva cai de cima sobre a terra seca. "Céu e terra" significa todo o universo.



<< Anterior
Creio em Deus...,
Criador do Céu e da Terra
Seguinte >>
O homem procede de Deus


Esta semana
Clique na data para ler a Liturgia do respectivo dia.


Liturgia de hoje
Leitura I:

Salmo:

Evangelho:

Liturgia das Horas:

Terço do Rosário:


 

   


© 1999-2017 Paroquias.org