Capela Sto Isidoro
Página Principal Paroquias.org
Inteligência Espiritual

  Segunda-feira, 29 de Maio de 2017    Orações Terço Via-Sacra Via Lucis

16.2 O único mandamento

Nos livros do Antigo Testamento, encontramos muitos mandamentos e preceitos. Neles se diz o que é válido aos olhos de Deus e como podemos viver agradando-Lhe.

Os mestres e os homens piedosos de Israel perguntam: Existirá um mandamento mais importante do que todos os outros, capaz de os conter e no qual todos se baseiam? Podemos dizer duma maneira simples como deve ser o homem e o que deve fazer para obter a vida em Deus, a vida eterna? Os mestres judeus procuram nos livros e encontram tais princípios. A questão é importante para todos. Por isso, não é de estranhar que os mestres judeus queiram saber o que pensa Jesus, o mestre de Nazaré. Jesus reuniu duas frases do Antigo Testamento num só mandamento.

 


Jesus disse:
Amarás o Senhor teu Deus
com todo o teu coração,
com toda a tua alma
e com toda a tua mente.
Este é o primeiro mandamento e o mais importante.
O segundo é semelhante a este:
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

EVANGELHO SEGUNDO SÃO MATEUS 22,37-40
 

O mandamento que Jesus definiu como o fundamento de todos os outros é um programa de vida. Jesus disse: Aquele que, por amor, se compromete contra o ódio e a desconfiança, contra o medo e o desespero, esse é quem serve a Deus e assume a condição humana e suas relações. Trata-se de um amor que abrange todos: Deus, o próximo e nós mesmos.

Aquele que ama não receia o Deus todo-poderoso e castigador. É capaz de confiar n'Ele e permanecer-Lhe fiel, mesmo nas situações mais difíceis quando, tal como Job, não compreende os planos de Deus. Pode contar com o amor de Deus mesmo se se extravia como o filho pródigo. O homem que ama a Deus com todo o seu coração, com toda a sua alma e o seu pensamento, alcança a vida.

  • Deus amou-nos primeiro:
    Se pecamos,
    Tu não nos deixas cair.
    Se sucumbimos,
    Tu ajudas-nos a levantar-nos.
    Se nos convertemos,
    Tu vens ao nosso encontro.
    Se duvidamos,
    Tu dás-nos a tua palavra.
    Se a culpa nos esmaga,
    Tu acolhes-nos nos teus braços.
    Se acreditamos,
    Tu deixas-nos sem julgamento.

    Se morremos,
    Tu chamas-nos à vida.
    Por isso, podemos amar-nos uns aos outros.


<< Anterior
O que é justo, o que é importante?
Seguinte >>
Eu sou o Senhor, teu Deus


Esta semana
Clique na data para ler a Liturgia do respectivo dia.


Liturgia de hoje
Leitura I:

Salmo:

Evangelho:

Liturgia das Horas:

Terço do Rosário:


 

   


© 1999-2017 Paroquias.org