Índice · Ler a Bíblia · Pesquisa Avançada · Ajuda
     
 
Inteligência Espiritual
 

Judas


O autor apresenta-se como "irmão de Tiago" (1,1), ou seja, "irmão do Senhor" (ver Mt 13,55 par.). Hoje parece ter muito mais peso a opinião de que este "irmão do Senhor" é distinto do Apóstolo Judas Tadeu (Mc 3,18). Com efeito, os "irmãos do Senhor" não pertenceriam ao grupo dos Doze, pois se distanciaram de Jesus, não crendo nele durante a sua vida terrena (Jo 7,5); ora o autor dá a entender que não se situa entre os Apóstolos (v.17).
A brevidade desta Carta e o seu menor interesse doutrinal justificam ter sido menos citada na antiguidade e ter havido dúvidas acerca da sua canonicidade; mas já aparece citada em Tertuliano e no Cânon de Muratori.

DESTINATÁRIOS A Carta não menciona os destinatários; seriam cristãos residentes fora da Palestina, que correriam o perigo de se deixarem seduzir por vícios próprios do paganismo. Entre esses destinatários haveria judeo-cristãos da diáspora; de outro modo, não fariam sentido tantas alusões ao AT e à literatura apócrifa judaica: o I Livro de Henoc, citado nos v.14-15, e a Assunção de Moisés, possivelmente no v.9.
Com uma linguagem rica e cuidada e com grande vivacidade de estilo, este escrito é uma duríssima invectiva contra os hereges e uma vibrante exortação aos cristãos a permanecerem firmes na fé e no amor de Deus, segundo o ensino dos Apóstolos.

LOCAL E DATA Quanto ao lugar onde foi escrita e à sua data, não podemos ir além de conjecturas. Embora não se refira à parusia, são grandes as semelhanças com a 2.ª de Pedro (compare-se 2 Pe 2,1-18; 3,1-3 e Jd 4-19), a qual parece depender desta, em virtude do maior e mais ordenado desenvolvimento dos temas. Por isso, teria sido escrita antes de 2 Pe: ou nos fins da vida de Pedro, ou então, como pensam outros, já depois da sua morte, por volta do ano 80.

CONTEÚDO A maior parte desta pequena Carta dirige-se contra os falsos mestres, que se tinham infiltrado nas comunidades. E nesta polémica tem especial interesse a influência da literatura apocalíptica judaica, citando mesmo o Livro de Henoc (v.4.6.14) e a Assunção de Moisés (v.9).
 

ESTA PÁGINA ENCONTRA-SE EM TESTE!
Caso detecte alguma incorrecção, POR FAVOR, informe-nos.

 

© DIFUSORA BÍBLICA - Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução, total ou parcial,
do texto ou das ilustrações, sem autorização, por escrito, da Editora.