Índice · Ler a Bíblia · Pesquisa Avançada · Ajuda
     
 
Inteligência Espiritual
 

2.º Samuel 1


1 David recebe a notícia da morte de Saul (1 Sm 31,1-13) - 1*Morto Saul, David regressou da derrota que infligiu aos amalecitas e esteve dois dias em Ciclag. 2*Ao terceiro dia, apareceu um homem que vinha do acampamento de Saul, com as vestes rasgadas e a cabeça coberta de pó. Chegando perto de David, prostrou-se por terra e fez-lhe uma profunda reverência. 3David perguntou: «De onde vens?» Respondeu ele: «Escapei do acampamento de Israel.» 4Disse-lhe David: «Que aconteceu? Conta-me tudo.» Ele respondeu: «As tropas fugiram do campo de batalha, muitos tombaram, e Saul assim como seu filho Jónatas pereceram.»
5David perguntou ao mensageiro: «Como sabes que Saul e seu filho Jónatas morreram?» 6Ele respondeu: «Eu estava por acaso no monte Guilboa quando vi Saul atirar-se sobre a própria lança, enquanto os carros e os cavaleiros o perseguiam. 7Ele, voltando-se, viu-me e chamou-me. Eu disse-lhe: 'Eis-me aqui.' 8Ele perguntou: 'Quem és tu?' Respondi: 'Eu sou um amalecita.' 9*Continuou ele: 'Aproxima-te e mata-me, porque estou já em agonia e ainda me encontro com vida.' 10*Aproximei-me, pois,
e acabei de o matar, pois via que ele não podia sobreviver depois da derrota. Tomei o diadema que tinha na cabeça e o bracelete do seu braço e trouxe-os ao meu senhor. Ei-los aqui.»
11Então, David rasgou as suas vestes, e todos os que estavam com ele o imitaram. 12*E prantearam, choraram e jejuaram até à tarde, por amor de Saul, de seu filho Jónatas, do povo do SENHOR e do povo de Israel, porque tinham sido passados ao fio da espada.
13David perguntou ao mensageiro: «De onde és tu?» Ele respondeu: «Eu sou filho de um estrangeiro, de um amalecita.» 14David perguntou-lhe: «Como? Não receaste levantar a mão para matar o ungido do SENHOR?»
15E David chamou um dos seus homens e disse: «Vem cá e mata-o!» Este feriu-o, e ele morreu. 16*David disse então: «Só tu és o culpado da tua morte. A tua própria boca deu testemunho contra ti, quando disseste: 'Matei o ungido do SENHOR.'»

Elegia de David - 17*Então, David compôs a seguinte lamentação sobre a morte de Saul e de seu filho Jónatas. 18Está escrita no Livro do Justo, e David ordenou que fosse ensinada aos filhos de Judá.
19«A Honra de Israel pereceu sobre as colinas!
Tombaram os heróis!
20Não o conteis em Gat,
nem o descrevais nas ruas de Ascalon,
para que se não regozijem as filhas dos filisteus,
nem saltem de alegria as filhas dos incircuncisos!
21Montes de Guilboa,
não caia sobre vós orvalho nem chuva, campos traiçoeiros,
pois aí foi desonrado o escudo dos heróis.
O escudo de Saul não foi ungido com óleo,
22*mas com o sangue dos feridos
e a gordura dos guerreiros.
O arco de Jónatas não recuou jamais,
e a espada de Saul jamais deu golpe em vão.
23Saul e Jónatas, amados e gloriosos,
jamais se separaram,
nem na vida nem na morte,
mais velozes do que as águias,
mais fortes do que os leões.
24*Filhas de Israel, chorai sobre Saul!
Ele vestia-vos de púrpura sumptuosa
e ornava de ouro as vossas vestes.
25Tombaram os heróis no campo de
batalha!
Jónatas, morto sobre as tuas colinas!
26*Jónatas, meu irmão, que angústia sofro por ti!
Como eu te amava!
O teu amor era uma maravilha para mim
mais excelente que o das mulheres.
27Como tombaram os heróis
e se destruíram as armas de guerra!»

 

ESTA PÁGINA ENCONTRA-SE EM TESTE!
Caso detecte alguma incorrecção, POR FAVOR, informe-nos.

 

© DIFUSORA BÍBLICA - Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução, total ou parcial,
do texto ou das ilustrações, sem autorização, por escrito, da Editora.